Os Males da Alma Que os Remédios Não Curam

Artigo de Dr. Idalino Almeida, Psicanalista e Terapeuta de Regressão, publicado na Revista De Fato, de 2003

A forma de pensar e o mau uso dos pensamentos são responsáveis pelo desequilíbrio da mente e da criação dos aspectos negativos da personalidade, aparentemente inofensivos, mas que, aos poucos, vão se transformando em distúrbios terrivelmente arrasadores para a saúde, a alegria e o bem-estar. As doenças da alma (psique, mente) podem ser tratadas por uma reforma íntima em sua forma de pensar negativa, para um pensar reto e positivo, o que provoca uma profunda transformação interior, refletindo nas atitudes e condutas, recuperando a saúde, a alegria e o bem-estar consigo e com os outros.

Os pensamentos negativos de ira, raiva, entre outros, atuam como um tóxico, envenenando o sistema neurológico, alterando o funcionamento de todo o metabolismo, produzindo toxinas que são lançadas na corrente sanguínea, bombardeando diversos órgãos. Enquanto isso, podem ocorrer, na mente, reações de temor, angústia, ansiedade, depressão, nervosismo, falta de atenção, inquietação, entre outros, que se manifestam caracterizados como sintomas emocionais. Essa energia produzida em grande escala e canalizada para o órgão mais propício provoca sintomas orgânicos, como gastrite, úlceras gastroduodenais, cólicas intestinais e uterinas, desequilíbrios glandulares, angina de peito, hipertensão arterial, infarto do miocárdio, dores localizadas, generalizadas e irradiadas, distúrbios digestivos, circulatórios, gênito-urinários, crises nervosas, cansaço etc.

A essência dos conhecimentos sobre o poder do pensamento positivo representa a chave para vivermos uma vida de saúde, sucesso, prosperidade, amor e muita paz. É necessário que vigiemos nossos pensamentos e tenhamos controle deles. Aí pode estar a origem de muitos males por falta de consciência da causa. Note-se que, antes de surgir um sentimento em mente, vem um pensamento correspondente a nível inconsciente, que é o fator desencadeante, seja esse pensamento consciente ou não. Exemplo: tente ficar irritado enquanto lê esse texto; perceba que é difícil. Porém, agora pense em algo que o irritou antes.

Percebe a influência dos pensamentos? Essa é a técnica dos atores e atrizes. Temos exatamente o tipo de vida que acreditamos ter. Vivemos em um mundo construído pela imagem mental que dele formamos. Sendo, então, a mente, os pensamentos e a imagem mental a origem de tudo que nos acontece de bom ou ruim. Portanto, ao mudar a imagem mental, através do pensamento dirigido, é que mudamos o mundo ao nosso redor, nossa saúde e nossa forma de ser.

Outro exemplo: se uma pessoa, por algum motivo, ganha alguns quilos e fica preocupada, já se vendo gorda, acaba fazendo uma programação mental que, certamente, redundará em se tornar gorda, igualzinha à imagem gravada. Dessa forma, as pessoas vão se programando e fazendo de suas vidas um inferno portátil ou um céu. Nesse caso, ao invés de visualizar-se gorda, deve criar a imagem mental de magra e alimentá-la na mente, que ela programará o metabolismo para copiar a forma mental. Nota: não basta só o desejo de ser magra. É preciso desprogramar a imagem do gordo existente, colocando fé e sentimento na cena. Outro exemplo: quando temos dificuldade de nos relacionar com alguém, poder ser que a imagem mental que criamos dessa pessoa esteja desencadeando o comportamento hostil. Portanto, mude a imagem mental que poderá ser a causa, e o efeito mudará.